Educação

Homeschooling – Como estabelecer uma rotina de estudos em casa

Como criar uma dinâmica de estudos em casa? O que é preciso observar e estimular para as crianças de cada faixa etária? Quantas horas por dia são suficientes? Confira neste texto!

Primeiramente, é importante definir horários fixos, para criar rotina com todas as faixas etárias. Isso inclui a hora de ver televisão ou jogos eletrônicos e este período não deve ser extenso, sendo sugerido o máximo de 2 horas por dia.

Diariamente, sem exceção, leia histórias para seu filho. Além disso, a brincadeira é indissociável da aprendizagem na Educação Infantil, por isso brinque muito!

As Diretrizes Curriculares Nacionais da Educação Infantil (DCNEI, Resolução CNE/CEB nº 5/2009)27, em seu Artigo 4º, definem a criança como:

sujeito histórico e de direitos, que, nas interações, relações e práticas cotidianas que vivencia, constrói sua identidade pessoal e coletiva, brinca, imagina, fantasia, deseja, aprende, observa, experimenta, narra, questiona e constrói sentidos sobre a natureza e a sociedade, produzindo cultura.

Brasil, 2009

CRIANÇAS DE 2 A 3 ANOS (Maternal 1)

Nesta faixa etária as crianças estão no auge do egocentrismo. As birras são comuns e o tempo de concentração é mínimo. Na escola as atividades são coletivas. É preciso paciência, conversas e combinados.

Investir em brincadeiras de faz-de-conta ajuda muito na percepção do mundo, incluindo utensílios do dia a dia, como panelinhas, tecidos de diferentes tamanhos, chapéus, fantasias. Blocos de montar e encaixar são excelentes para esta idade.

Sugestões de atividades em casa:

  • Com lençol: Criar cabanas (pode ser embaixo da mesa de jantar, na cama), balançar o filho como se fosse uma rede. Esconder se cobrindo e aparecer.
  • Com caixa de papelão grande: Entrar e sair, arrastar pela casa, abrir o fundo da caixa e transformar em túnel.
  • Cantar músicas infantis, dançar.

Para coordenação motora fina:

  • Desenhar com giz de cera, carvão (de churrasco) em folha grande.
  • Rasgar papel, amassar, jogar para o alto fazendo de conta que é chuva, ao término da brincadeira colar em folha grande.
  • Tinta guache para pintar com as mãos, pincéis, ponta dos dedos.

CRIANÇAS DE 3 A 4 ANOS (Maternal 2)

Nesta faixa etária o vocabulário já está mais amplo. Durante a brincadeira criar diálogo entre as(os) bonecas(os), desenvolve o jogo simbólico. Fazer atividades para desenvolver os conceitos de embaixo / em cima, da expressão corporal, atenção e concentração.

Sugestões de atividades:

  • Criar cama de gato com elástico para passarem e brincadeira de obstáculos. Com corda ou mesmo elástico brincar de passar por baixo e por cima. Desenvolvendo conceitos de embaixo/ em cima.
  • Brincar de estátua com música. Auxilia no desenvolvimento da expressão corporal, contribui para atenção, concentração e comandos.
  • Brincadeiras com números:
    • Inicialmente sequência numérica até 5. Com plaquinhas de números (podem ser digitados ou escrito mesmo), apresentar a placa e solicitar que a criança reconheça o número, orientar que pegue uma quantidade de brinquedos referente ao número.
    • Colocar números na sequência e dar fichas numéricas, para ser mais lúdico, faça as fichas em silhuetas simples, em papel colorido. Ex. estrela, nuvem, flor, formas geométricas.
  • Atividades com artes visuais são de extrema importância. Amplia seu conhecimento do mundo e cultura, suas possibilidades de expressão, comunicação, observação, descrição e interpretação de imagens e objetos.
  • Releitura das obras. Miró, Tarsila do Amaral, Portinari, Monet, são excelentes para fazer releitura com as crianças.

CRIANÇAS DE 4 A 5 ANOS (Pré escola 1)

Nessa idade atividades para ampliar coordenação motora fina e movimento de pinça são de extrema importância, pois auxiliam a desenvolver a escrita, segurar corretamente o lápis corretamente, entre outros benefícios que vai além da escrita.

Além disso fazer atividades que ajudem a desenvolver atenção, equilíbrio, noção espacial e raciocínio lógico-matemático.

Sugestão de atividades:
  • O chão da casa ou quintal pode se transformar em uma pista de formas.
  • Fazer a figura humana para completarem. Pode ser metade do corpo para desenharem/ completarem o que falta. A figura também pode ser corpo inteiro para criarem uma cena.
  • Criar cordões, pulseiras com macarrão e barbante, pode ser com cadarço de tênis.
  • Fazer constantemente com as crianças brincadeiras com massinha, slime, recorte com tesoura (sem ponta), argila, giz de cera, lápis de cor e canetinha.
  • Jogos de formas geométricas para associar podem ser com diferentes tamanhos e cores. Desenvolve a percepção visual, raciocínio lógico.

CRIANÇAS A PARTIR DE 5 A 6 ANOS (Pré escola 2)

Nesta fase as construções com a escrita estará cada vez mais presente. É importante permanecer desenvolvendo atividades que auxiliem na coordenação motora fina e movimento de pinça. As atividades de recorte ganham mais desafios e maior função. Desenho/pintura com guache e cotonete é um ótimo recurso para ampliar a coordenação motora fina, criatividade e artes.

Sugestão de atividades:

  • Atividades com letras, números, símbolos no concreto proporcionam apropriação da aprendizagem. Apresente Letras e números, para serem escritas, fazer a grafia em caixa de areia, fazer com massinha no molde.
  • Construir jogos na sequência numérica e alfabética.
  • Atividades lúdicas para relacionar número e quantidade.
  • Pequenos textos ou trechos de historinhas para estimular a interpretação de texto. Leia para as crianças e faça perguntas sobre a história lida. Peça também para que façam um desenho que represente o texto.

VIVENDO NA PELE

Por Elaine Rota

Nos dias de isolamento social, devido a pandemia do corona vírus, fui obrigada a estabelecer homeschooling em casa e no fim das contas, deu tudo certo.

O começo é bem difícil, mas a rotina e o estabelecimento de horários fixos foram imprescindíveis para fazer funcionar.

Não nascemos mães e muito menos professoras, assim como a maternidade é um aprendizado contínuo e constante, conduzir estudos em casa é uma nova função que vai sendo aprimorada a cada dia.

No meu caso, são duas crianças com a mesma idade (gêmeas) o que aumenta o desafio, já que é necessário trabalhar a individualidade de cada uma. Para isso, algumas atividades foram coletivas e outras individuais.

Para as individuais, separei as duas, para que uma não interferisse na atividade da outra. No caso de uma ou mais crianças, vale lembrar que temos que respeitar singularidade de cada uma, e evitar comparações. Ressalto que a experiência foi bem sucedida, mas nada comparada a abordagem e ensino de um educador profissional.

E você, como está sendo o homeschooling em tempos de pandemia?

Elaine Rota, mãe das gêmeas Ester e Hadassa. Jornalista, formada desde 2008 e empreendedora, especializada em gestão.

Um comentário

  • Débora

    Excelente artigo, como mãe e professora digo que é de extrema importância termos uma rotina diária com os pequenos, principalmente nessa fase que estamos levando a educação escolar para dentro de casa.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *