Cuidados,  Vida de Mamãe

Hábitos diários para fortalecer o vínculo com seu filho

A vinculação segura e amorosa entre pais e filhos é tão importante para a saúde dos pequenos quanto a alimentação, o sono e as brincadeiras.

Quando os pais são disponíveis para a criança, respondem às suas necessidades e a auxiliam a compreender e lidar com os próprios sentimentos, eles influenciam positivamente o desenvolvimento social e emocional do pequeno.

Quando a criança tem um vínculo seguro com seus pais e cuidadores, ela terá mais segurança para explorar o mundo, aprender, relacionar-se com os outros e se desenvolver.

Assim, a maneira como os pais interagem com os filhos terá consequência direta não só na infância deles, mas em toda a sua vida. Inteligência emocional é tão importante quando desenvolvimento intelectual.

Como os pais podem se vincular positivamente com os filhos

A interação mais apropriada seria aquela com um equilíbrio entre apego, segurança, compreensão, carinho, amor e também limites claros e definidos.

A convivência e interação, a validação de sentimentos e responsividade às necessidades da criança são importantes. Porém também é necessário que os pais delimitem o que é certo e o que é errado, o que a criança pode ou não fazer e exerçam sua autoridade com respeito. Educar também é frustrar, quando necessário. Impor limites é tão importante para o desenvolvimento da criança quanto o amor e o cuidado.

Quando os pais dão importância aos sentimentos do pequeno e buscam compreendê-lo e confortá-lo, ele sabe que pode recorrer aos pais quando precisar. Sabe também que pode expressar seus sentimentos, seus medos e emoções e que poderá se sentir melhor após dividi-los.

E quando a criança confia nos seus pais, ela tende a cooperar mais e a seguir a sua liderança sempre que possível. Claro que estamos falando de uma criança e seu comportamento pode oscilar bastante uma vez que ainda está se desenvolvendo.

Sabemos também que os pais não estarão todos os dias dispostos para atender a todas as necessidades da criança. Pais também têm dias ruins e nesses momentos podem perder a paciência ou simplesmente alimentar, dar banho, ligar a televisão e depois colocar o filho para dormir em um horário razoável, conseguindo interagir pouco.

Porém, como criar um filho provavelmente é o trabalho mais desafiador que teremos em nossas vidas, precisamos nos dedicar a ele. E a única maneira de manter um forte vínculo com nossos filhos é construir essa conexão todos os dias, da melhor maneira que pudermos.

5 sugestões para estabelecer um vínculo forte e seguro com as crianças

  1. Contato físico: abraçar, beijar, dar colo, fazer cafuné, independente da idade. Todas as manhãs dar um abraço de bom dia e todas as noites se despedir com um beijo de boa noite. Sempre se despedir ao sair e cumprimentar ao chegar.
  2. Brincar: destinar algum tempo durante o dia para de fato brincar com as crianças, sem celular ou outras distrações. Estar presente naquele momento. Interagir e observar, entrar na brincadeira junto com o pequeno, deixar que ele lidere a atividade.
  3. Atenção individualizada: se você tem mais de um filho, se certifique de passar um tempo sozinho com cada um deles para dar a atenção que cada um precisa.
  4. Conversar e explicar: mesmo que seu filho ainda seja um bebê recém-nascido, crie o hábito de conversar com ele e explicar o que está acontecendo. Crianças entendem muito mais do que supomos. E o hábito de conversar será muito benéfico para a relação de vocês. Conte ao seu filho o que vão fazer, para onde vão. Explique para ele o que ele está sentindo nos momentos de birra, o ajude a entender o que se passa com ele e no mundo à sua volta.
  5. Permitir que seu filho te conheça: também é importante que você fale de si, que conte ao seu filho como está se sentindo. Conte histórias da sua infância, fale sobre como reagiu quando algo parecido com o que ele está passando aconteceu com você. Vejam juntos um álbum de fotos antigas, fale sobre a sua infância. Crianças adoram saber histórias de quando seus pais eram pequenos como elas.

E você, tem mais alguma sugestão para fortalecer o vínculo entre pais e filhos? Divida conosco aqui nos comentários!

Mãe do Davi de 2 anos e 5 meses, psicóloga desde 2007. Trabalha com atendimento presencial e online em psicoterapia para mães e consultoria para sono, rotina, desfralde, adaptação escolar e outras questões relacionadas ao universo materno infantil.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *