Cuidados,  Dicas

Abdominoplastia pelo plano de saúde

Você sabia que é possível fazer abdominoplastia e ter parte ou custo total da cirurgia cobertos pelo plano de saúde?

Isso mesmo que você leu! 

Quando as cirurgias plásticas são realizadas apenas por estética, os planos de saúde não são obrigados a cobrir esses procedimentos, porém existem situações, consideradas problemas de saúde, que possibilitam a realização desse tipo de cirurgia com cobertura dos planos. 

Como conseguir cobertura do plano de saúde?

A ANS (Agência Nacional de Saúde), considera algumas situações, que inclusive podem ser causadas pela gestação, como problemas de saúde. Hérnia umbilical e diástase do músculo reto abdominal são alguns dos problemas de saúde que constam no rol de cobertura obrigatória dos planos de saúde.

Ressalto também, que a cobertura total ou parcial, dependerá do tipo de plano que você possui e além disso, se algum procedimento adicional for realizado, como retirada de excesso de pele ou lipoaspiração, por exemplo, provavelmente ocasionará cobrança adicional por isso. Mas fique tranquila. Havendo necessidade disso, o médico cirurgião plástico, deverá detalhar nas consultas que antecedem a cirurgia.

É importante salientar, como mencionado anteriormente, que a justificativa pode ser por  saúde. 

Fiz abdominoplastia e o plano cobriu parte dos gastos.

Depois de passar por uma gestação gemelar, fiquei com muito excesso de pele e barriga caída e junto com tudo isso, a autoestima ficou lá embaixo. Nenhuma roupa ficava com bom caimento, e achei que teria que ter paciência para esperar juntar uma grana suficiente para cobrir uma cirurgia plástica, que por sinal, estava bem longe das possibilidades no momento, devido os gastos com as minhas gêmeas.

Conversando com uma amiga, ela comentou que estava fazendo todos os procedimentos pré-operatórios para a cirurgia plástica abdominal e que o plano de saúde cobriria a maior parte dos custos. 

Fiquei enlouquecida com a notícia e pedi todos os detalhes, para tentar essa possibilidade também e não é que deu tudo certo!

Quais os passos?

Para isso, tive que procurar um médico cirurgião plástico, que aceitasse meu convênio médico, para agendar uma consulta e verificar as possibilidades.

Por coincidência, o mesmo médico da minha amiga, aceitava o meu plano! Não poderia ser melhor né? A fome com a vontade de comer! 

Na consulta ele me explicou que na avaliação notou que possivelmente eu teria diástase e hérnia umbilical, duas situações favoráveis para a aprovação no plano de saúde e me encaminhou para exames.

Fiz uma ultrassonografia da parede abdominal que constatou os dois problemas. Juntamente com esse exame, laudo médico e exames pré operatórios laboratoriais (de sangue), o médico deu entrada na autorização e a cirurgia foi autorizada em cerca de 30 dias.

Meus gastos extras

Comentei no início desse texto que procedimentos adicionais geram custos e passei por isso também. 

O plano cobriu tudo relacionado aos problemas de saúde. No caso da diástase, tive o músculo reto abdominal todo reconstruído (suturado) e no caso da hérnia não me preocupei com gastos disso também, porém devido ao tamanho da barriga na gestação, fiquei com muita sobra de pele e a retirada não tem cobertura, então paguei por isso. 

Mesmo tendo esse custo, asseguro que o valor foi muito inferior ao custo total de uma cirurgia dessas.

Dicas

Deixo aqui uma dica necessária e que me arrependo de não ter insistido em fazer junto com o procedimento.

Estava acima do peso e consequentemente, com gordurinhas localizadas, principalmente na região dos flancos. O resultado da cirurgia ficou maravilhoso, porém essas gordurinhas ficaram muito mais aparentes.

Ao contrário do que muita gente pensa, esse tipo de procedimento não lhe fará emagrecer. Pode até ajudar de alguma maneira, devido aos cuidados pós-operatórios, porém o objetivo não é esse. Por isso, recomendo, caso tenha gordurinhas extras, incluir a lipoaspiração no pacote.

Passei pela cirurgia em 2016 e até aqui, estou sem arrependimentos, exceto por não ter incluído a lipoaspiração.

Gostaram dessas dicas?

Compartilha com as amigas e se você deseja fazer uma abdominoplastia, esse pode ser o caminho para alcançar esse objetivo! 

Elaine Rota, mãe das gêmeas Ester e Hadassa. Jornalista, formada desde 2008 e empreendedora, especializada em gestão.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *