Sono do bebê 2
Sono do Bebê

11 Fatores que afetam o sono do bebê

O sono do bebê é uma questão polêmica e recém-nascidos não dormem por longos períodos de tempo. Mamães grávidas, assim como pais novos, frequentemente são aconselhados a se prepararem para aquelas noites longas e dormir o máximo que puderem antes do bebê nascer.

O sono é muito importante. Todos nós precisamos dormir. Durante o sono, a energia é restaurada, o crescimento e o reparo dos tecidos ocorrem e hormônios importantes são liberados para o crescimento e desenvolvimento.

Sono do bebê 3

Então, quais fatores afetam o padrão de sono de um bebê?

Os bebês têm seus próprios ritmos biológicos. Muitas vezes leva-se vários meses para que o padrão de vigília e sono do dia / noite de um bebê se estabeleça e isso é normal.

Porém, podemos listar alguns fatores que podem atrapalhar o sono do bebê e de toda a família:

1. Ambiente – Local

É possível que o bebê não se sinta confortável em seu berço ou local que está dormindo. Alguns bebês se movem muito enquanto dormem, batem na borda do berço e despertam, o que faz com que o bebê não durma bem. Nestes casos, garanta que o seu colchão não é muito macio e, se for o caso, mude para um colchão mais duro. Uma outra dica é utilizar os ninhos redutores de berço para bebês. O ninho de bebê é ótimo para acostumar o recém nascido a dormir dentro do berço. Ele tem a função de simular o útero e por ser mais apertado, confortam e lembram o aconchego que tinham quando estavam dentro da mãe.

2. Temperatura do Ambiente

Excesso de calor ou de frio podem atrapalhar o sono do bebê. Para saber se o bebê está com frio ou calor, deve-se sentir a temperatura na barriga, no peito ou nas costas. Se estiver com frio, a pele estará fria. Verificar a temperatura nas mãos e nos pés não é recomendado, pois geralmente estão mais frios que o resto do corpo. Se o bebê estiver com calor, estes locais, incluindo o pescoço, estarão úmidos e o bebê suado.

3. Barulhos

Barulhos repentinos ou constantes podem perturbar o sono do bebê. Os motores de geladeiras, ruídos de máquinas de lavar roupa, elevadores e eletrodomésticos são os mais frequentes. Durante a noite, diminua os ruídos da casa e acostume seu bebê a dormir em um ambiente calmo.

A música para bebê dormir é uma alternativa que pode ajudar seu bebê a se sentir seguro, relaxado e calmo, além de ajudar a diminuir os níveis de energia e estimular o corpo a se preparar para o sono naturalmente.

4. Luz

A luz pode ser um problema para os bebês que acordam cedo ou que têm problemas para dormir. O brilho das luzes da rua, a luz do infravermelho de um aparelho ou a TV são as causas mais frequentes de incômodo. O excesso de luz inibe a secreção da melatonina, o hormônio do sono que é liberado durante o sono profundo. Por isso, desde cedo escureça o ambiente para fazer seu bebê dormir.

5. Roupa do bebê

O bebê deve estar sempre vestido confortavelmente para dormir. Etiquetas, materiais sintéticos, costuras e meias apertadas podem causar desconforto e impedir que o bebê durma a noite toda. Verifique se a pele não tem marcas vermelhas do atrito de suas roupas e se o tamanho da roupa é adequado.

6. Fraldas

Fraldas molhadas e assaduras são uma das causas frequentes que incomodam o sono do bebê. Utilize fraldas e pomadas de qualidade durante a noite.

7. Nascimento dos dentes do bebê

A dor e desconforto do nascimento dos dentes podem atrapalhar o sono do bebê. Os bebês podem apresentar coceira na gengiva e outros incômodos que refletem no sono. Alivie os sintomas do nascimento dos dentes do bebê utilizando mordedores adequados e remédios naturais como o Camilia, que ajudam na irritabilidade e dor.

8. Fome

Os bebês mais novos precisam mamar com frequência e a fome é outro fator que pode acordar o bebê. A mamada dos sonhos pode ajudar. Esta estratégia é fazer com que o bebê mame “dormindo”. Normalmente ela acontece entre às dez horas e a meia-noite, sem o bebê acordar totalmente. Ajuda com a fome e evita que o bebê acorde durante a madrugada. Mas é importante ressaltar que cada bebê é um individuo único e cada um se comporta de um jeito.

9. Cólicas e Gases

Cólica e gases não é uma doença ou diagnóstico, mas uma combinação de fatores. Alguns fatores como sistema digestivo imaturo, refluxo, alergias alimentares ou intolerância a lactose podem gerar a cólica nos bebês. Massagem na barriguinha e remédios naturais como o Colic Calm, que ajudam na irritabilidade, podem aliviar a dor da cólica do bebê.

10. Doenças

O bebê doente não consegue dormir porque não está se sentindo bem. Fique atento a sintomas como vômitos, diarreia, erupções cutâneas e febre, entre outros. Às vezes, os sintomas não são visíveis, como no caso das otites, onde talvez o bebê acalme quando você acorda, porque, ao ficar de pé, a dor diminui. Em todos os casos, você deve consultar um pediatra.

11. Picadas de insetos

Muitas vezes a picada de mosquito na pele delicada do bebê, especialmente durante o verão, incomodam muito.

Porém antes dos 6 meses não é possível utilizar repelentes diretamente na pele do bebê, portanto devemos tomar algumas medidas como utilização de mosquiteiros nos berços e telas de proteção na janela.

Uma outra alternativa excelente é a utilização de adesivos repelentes que podem ser colocados na roupa do bebê ou os repelentes ultrassônicos ou eletrônicos que ajudam a repelir mosquitos e pernilongos sem efeitos colaterais para os bebês. Eles não soltam nenhum agente químico no meio ambiente, podendo ser utilizado em qualquer ambiente interno ou externo.

Noite tranquila de sono do bebê

Alguns acessórios podem ajudar no sono do bebê. Durante os primeiros 12 meses, podem ser utilizados a chupeta, som do ruído branco e a música para fazer o bebê dormir. Acima de 12 meses você já pode introduzir a naninha ou bicho de pelúcia.

Para contribuir com o sono, também é importante estabelecer uma rotina na hora de dormir. Observe sempre o que pode estar atrapalhando o sono do bebê.

E você, como faz para seu bebê dormir bem?

Loja online de produtos focados em soluções inteligentes.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *